THE EVOLUTION OF COMMUNICATION

Alpina Begossi alpina@unicamp.br
Nepam Unicamp




The evolution of communication, Marc D. Hauser, 2000. A Bradford Book, The MIT Press, Cambridge, MA, 760 p. Idioma do livro: inglês. ISBN: 0-262-08250-0 (HB), 0-262-58155-8 (PB).


O autor, M. D. Hauser, é um dos expoentes hoje da área de psicologia evolutiva, que, em linha correlata à de S. Pinker, tem abordado a comunicação no reino animal, incluindo nossa espécie e nossa linguagem, de forma multidisciplinar e sob um enfoque darwinista. O trabalho de Hauser, The evolution of communication, proporciona uma revisão extensa e completa desse campo de estudo para leitores de diversas áreas, seja antropologia, ecologia, etologia, fisiologia, lingüística, neurociências e psicologia. O livro ainda disseca, de forma didática e compreensiva, os métodos, técnicas e hipóteses de estudo em comunicação, bem como os mais diversos experimentos empregados em psicologia da comunicação.
A diversidade dos sistemas de comunicação na natureza e a evolução desses sistemas são os pontos de partida do livro de Hauser, que explora tal diversidade sob quatro aspectos: o entendimento dos mecanismos da expressão, dos fatores genéticos e ambientais que dirigem o seu desenvolvimento, dos aspectos funcionais em termos de sobrevivência e reprodução, e da filogenia, ou seja, da história evolutiva da espécie abordada. Tal método seguido por Hauser remonta ao Nobel N. Tinbergen, famoso por seus trabalhos em etologia.
Um dos capítulos (capítulo 2), muito apropriado a leitores de diversas áreas do conhecimento, inclui um histórico da evolução da comunicação e apresenta de forma detalhada conceitos e definições usados ao longo do livro. Uma das definições diz respeito à singularidade da linguagem humana, onde são apresentados comentários de T. H. Huxley, Lieberman e Pinker, dentre outros. É ainda ilustrativo o resumo sobre as contribuições para os estudos de comunicação provenientes da lingüística, como de N. Chomsky, D. Bickerton, P. Lieberman, C. Hockett e S. Pinker e da biologia, como de P. Marler e W. J. Smith. O autor ressalta (p. 62) que, historicamente, pesquisadores da lingüística, psicologia e antropologia sempre demonstraram interesse pela evolução da linguagem, ao contrário dos biólogos, que mantiveram um enfoque na comunicação dos outros animais, tratando a linguagem humana como um caso especial. Nesse aspecto, é dada ênfase à importância da teoria evolutiva para o entendimento da linguagem como comunicação, o que implica em uma abordagem que se diferencia dos estudos sobre a estrutura da linguagem.
A capacidade de imitação humana é ressaltada como um dos mais poderosos mecanismos sociais de aprendizado (p. 650), facilitando a rapidez e fidelidade da transmissão da informação em uma população. Tal abordagem é muito próxima da abordagem empregada pelos estudiosos evolutivos de transmissão cultural, como Boyd e Richerson (1985) (1).
Nos capítulos seguintes, o livro de Hauser proporciona uma revisão sobre a ecologia da comunicação, incluindo detecção e transmissão de sinais, conceitos de similaridade e classificação, bem como revisões sobre neurobiologia, ontogenia e, ainda, sobre os aspectos adaptativos da comunicação. A imensidade de exemplos sobre a comunicação no reino animal, com ênfase especial em sapos, pássaros, morcegos, primatas, incluindo a espécie humana, torna o assunto ainda mais fascinante.

(1) Boyd, R. e Richerson, P. 1985. Culture and the evolutionary process. University of Chicago Press, Chicago.



 

Causes of Biodiversity Loss: a Human Ecological Analysis.
L. Hens & E. K. Boon.
Natural Resources, Biodiversity, Integrated Management and Regulation: General Considera-tions and Discussion.
M. G. Paoletti & D. Pimentel.
Recursos Hídricos.
J. G. Tundisi.
Recursos Energéticos, Meio Ambiente e Desenvolvi-mento.
E. P. da Silva, J. C. Camargo, A. Sordi & A.M.R. Santos.
Os Recursos
do Futuro:
Um Outro Discurso.

E. P. Orlandi.
O Relatório Lugano, George, S. (2002), Ed. Boitempo, São Paulo.
Patarra, N.
The Evolution of Communica-tion, Hauser, M. D. (2000), The MIT Press, Cambridge, MA.
Begossi, A.
Modernidade e Identidade, Giddens, A. (2002). Jorge Zahar Ed., Rio de Janeiro.
Barbosa, S. R. da Cal S.
Próximos números:
Segundo número:
Arte e Ciência
Terceiro número:
A Mente Humana